Notícias
Dia Nacional de Luta leva 10 mil às ruas de Belo Horizonte


12.07.2013 - CUT-MG (Escrito por: Rogério Hilário)

Categorias paralisam atividades, manifestação para a cidade e protesto termina na Rede Globo Minas

Pelo menos 10 mil pessoas participaram, na quinta-feira (11), de atos e passeata organizados pela Central Única dos Trabalhadores de Minas Gerais (CUT/MG), demais centrais, movimentos sociais e estudantis para o Dia Nacional de Luta, com Greves e Mobilizações. Os manifestantes se concentraram pela manhã na Praça Sete, na Região Central de Belo Horizonte, e saíram em marcha pelas ruas da capital mineira no início da tarde. Atos públicos foram realizados em pontos de protesto e a passeata foi encerrada, por volta das 18h, em frente à Rede Globo Minas, no Bairro Caiçara, na Região Noroeste da cidade. O protesto parou o trânsito de Belo Horizonte e fechou o comércio, tanto do Centro quanto das vias em que passou. Apesar da presença maciça da Polícia Militar, a manifestação foi pacífica e sem incidentes.

Durante o dia, várias categorias paralisaram as atividades, total ou parcialmente. Os metroviários, que aprovaram greve de 24 horas em assembleia na noite de quarta-feira (10), paralisaram o serviço a partir da 1h desta quinta-feira ( 11). Trabalhadores em educação e da saúde do Estado, profissionais da educação de Contagem, servidores municipais, eletricitários, bancários, petroleiros, técnico-administrativos da UFMG, metalúrgicos de Belo Horizonte e Contagem e de outras cidades também pararam. Às manifestações se uniram o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), Levante Nacional da Juventude, movimento estudantil, Marcha Mundial das Mulheres, Assembleia Popular Horizontal, entre outros.

Segundo a presidenta da CUT/MG e coordenadora-geral do Sind-UTE/MG, Beatriz Cerqueira, as mobilizações do Dia Nacional de Luta em Minas Gerais superaram a expectativas. “Hoje foi um dia histórico. Aconteceram protestos, mobilizações e paralisações em praticamente todo o Estado. Onde não houve greves, foram organizadas manifestações. Os trabalhadores e os movimentos sociais colocaram mais pressão sobre o Legislativo e o Executivo. Os manifestantes deixaram claro que exigem respostas mais rápidas às suas reivindicações. Saímos às ruas para pressionar e os políticos que não nos atenderem não merecerão o nosso voto”, disse Beatriz Cerqueira.

A presidenta da CUT/MG fez questão de agradecer a todos que participaram das manifestações, em especial a juventude. “O sucesso deste dia histórico se deve ao fato de não ter gente apenas das centrais. E isso se deve à presença de movimentos sociais e da juventude, especialmente a Assembleia Popular Horizontal, o Comitê Popular dos Atingidos pela Copa, o Levante Nacional da Juventude e muitos outros. A união na luta é importante e que sozinho não se conquista nada. O dia de hoje é o que é graças a todos nós. A Assembleia Popular Horizontal nos ensinou nova forma de organização, nas manifestações de rua de junho e na ocupação da Câmara Municipal, e nos trouxe mais criatividade aos movimentos”, enalteceu Beatriz Cerqueira.

Concentração

Durante a concentração, na Praça Sete, dezenas de dirigentes sindicais se pronunciaram antes da marcha. Shakespeare Martins de Jesus, da Direção Executiva da CUT Nacional, revelou que os metalúrgicos fecharam a BR-381, em Contagem, num protesto que começou por volta das 4h, e paralisaram fábricas. Ele lembrou que uma das pautas mais importantes no momento, para a classe trabalhadora, é o combate ao Projeto de Lei 4.330/2004, que permite a terceirização sem limites. “Com a nossa pressão, a Comissão de Constituição e Justiça adiou para agosto a apreciação do projeto. Mas nós queremos é a sua retirada e, para isso, as mobilizações precisam continuar.”

José Maria dos Santos, secretário de Meio Ambiente da CUT/MG e presidente do Sindágua-MG, condenou as parcerias público-privadas (PPPs). “Por causa de uma PPP, os trabalhadores não podem mais entrar no Mineirão. Com as PPPs, a tendência é o preço da água subir, sem que a qualidade melhore. Hoje, com as mobilizações e paralisações, demos o primeiro passo para um grande vitória.”

Segundo Carlos Magno de Freitas, vice-presidente da CUT/MG, as manifestações que antecederam o Dia Nacional de Luta colocou o mundo do trabalho na pauta política e a grande mídia não pôde ignorar isso. “Depois das grandes manifestações de rua, que incorporaram pautas da classe trabalhadora, a grande mídia é obrigada a nos dar voz. Os protestos refletem que o mundo do trabalho não está satisfeito e o quanto é importante a nossa unidade política neste momento em que todos cobramos mudanças no país.”
Para o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de BH, Contagem e Região, Geraldo Valgas, o Dia Nacional de Luta vai ficar marcado na história. “Conseguimos unificar as centrais e os movimentos sociais e levar para a população pautas importantíssimas como a redução da jornada de trabalho de 44 para 40 horas, sem redução dos salários, e o fim do fator previdenciário.”

Prefeito

Assim como fizeram pela manhã na Assembleia Legislativa, quando protocolaram a pauta da classe trabalhadora ao presidente da Casa, o deputado estadual Dinis Pinheiro, as centrais tentaram entregar o documento ao prefeito Marcio Lacerda, que se recusou a receber uma comissão do movimento. Por isso, o protesto em frente à Prefeitura de Belo Horizonte foi um dos mais contundentes.

De lá, a marcha passou pelo sede do Banco Central, no Bairro Santo Agostinho. Dezenas de manifestantes entraram uma área próxima à portaria e hastearam bandeiras do MST e de outros movimentos sociais nos mastros. O protesto, na porta do BC, além de simbolizar as demandas do governo federal, condenou a alta de 0,5% da taxa de juros, anunciada na quart-feira (10).

No trajeto para a Assembleia Legislativa, a marcha recebeu o reforço de milhares de trabalhadores e trabalhadoras em educação do Estado de Minas Gerais, que se uniram ao movimento após realizar assembleia estadual. O ato seguinte aconteceu em frente à Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig). Nas falas, os manifestantes lembraram que, por causa da terceirização, morre um trabalhador a cada 45 dias na empresa em acidente de trabalho, que a companhia cobra a maior tarifa do Brasil e transfere bilhões de reais para acionistas,como a Andrade Gutierrez. Todos foram convocados a participar do Plebiscito sobre a tarifa de energia, que será realizado em outubro.

Num dos momentos mais emocionantes da mobilização, os manifestantes ocuparam o Elevado Castello Branco, que dá acesso à Região Noroeste de Belo Horizonte. Eles exigiram a mudança do nome do viaduto para Dona Helena Greco, ex-vereadora e ativista dos direitos humanos, falecida em 2011. De acordo com os manifestantes, o elevado deveria simbolizar a vida e não a morte, por lembrar um dos generais que presidiram o Brasil durante a ditadura militar e responsável por assassinatos e desaparecimentos de opositores do regime de exceção.

No protesto em frente à Rede Globo Minas, os manifestantes defenderam a democratização da comunicação e criticaram o monopólio da informação no país. “Não dá mais para seis famílias, que detêm o monopólio dos meios de comunicação, dizerem para os brasileiros o que eles podem ver. Esta empresa representa todo o conservadorismo no Brasil. A Globo está à margem da sonegação. Vocês sabiam que a emissora não paga ICMS, enquanto nós pagamos o imposto nas contas de telefone, de luz e de TV a cabo”, denunciou Lindolfo Fernandes, presidente do Sindifisco.

“Esta emissora significa muito para os governos de Minas e para o poder econômico. Não vou me esquecer nunca os 20 segundos que davam aos educadores nas greves e as gravações de estúdio com o governador Antonio Anastasia e a secretária de Administração Renata Vilhena, para que eles pudessem mentir para a população. Queremos a democratização da comunicação, que os meios de comunicação nos respeitem, não manipulem as informações, passem a ouvir o povo. O recado está dado e tem outros veículos que merecem a nossa visita. O recado está dado também ao PSDB. Quem acordou agora não vai dormir até 2014”, afirmou a presidenta da CUT/MG, Beatriz Cerqueira.

Repercussão na mídia do Dia Nacional de Luta em Minas Gerais
G1 - Dia Nacional de Luta tem protestos pacíficos em Belo Horizonte
http://g1.globo.com/minas-gerais/noticia/2013/07/dia-nacional-de-lutas-tem-atos-pacificos-em-belo-horizonte.html

R7
Protestos deixam 400 mil sem ônibus e metrô em Belo Horizonte
http://noticias.r7.com/minas-gerais/protestos-em-bh-deixaram-mais-de-400-mil-pessoas-sem-onibus-e-metro-12072013

Manifestação em BH leva 7.000 pessoas às ruas
http://noticias.r7.com/minas-gerais/manifestacao-em-bh-leva-7000-pessoas-as-ruas-da-capital-11072013

Super Notícia - Presidente da ALMG recebe representantes das centrais sindicais
http://www.otempo.com.br/super-noticia/presidente-da-almg-recebe-representantes-das-centrais-sindicais-1.679029

Estado de S. Paulo - Manifestação em BH reúne cerca de 4 mil pessoas
http://www.estadao.com.br/noticias/geral,manifestacao-em-bh-reune-cerca-de-4-mil-pessoas,1052421,0.htm

Estado de Minas
Manifestação com mais organização, mas com menos adesão
http://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2013/07/12/interna_gerais,421353/manifestacao-com-mais-organizacao-mas-com-menos-adesao.shtml

Falta de transporte provocou prejuízos ao comércio
http://www.em.com.br/app/noticia/economia/2013/07/12/internas_economia,421363/falta-de-transporte-provocou-prejuizos-ao-comercio-nessa-quinta-feira.shtml

Marcha assusta lojistas

http://www.em.com.br/app/noticia/economia/2013/07/12/internas_economia,421364/marcha-assusta-lojistas-na-capital.shtml

Veja como foi o Dia Nacional de Lutas em BH
http://www.em.com.br/app/galeria-de-fotos/2013/07/11/interna_galeriafotos,3710/dia-nacional-de-lutas-em-bh.shtml

O Tempo
Manifestação reúne mais de 7 mil pessoas nas principais ruas de Belo Horizonte
http://www.otempo.com.br/cidades/manifesta%C3%A7%C3%A3o-re%C3%BAne-mais-de-7-mil-pessoas-nas-principais-ruas-de-belo-horizonte-1.679017

Em dia de protestos, manifestante vão às ruas do interior
http://www.otempo.com.br/cidades/em-dia-de-protestos-manifestantes-v%C3%A3o-%C3%A0s-ruas-no-interior-de-mg-1.679501

Rodovias do interior são liberadas após manifestações
http://www.otempo.com.br/cidades/rodovias-do-interior-de-minas-s%C3%A3o-liberadas-ap%C3%B3s-manifesta%C3%A7%C3%B5es-1.679023

Presidente da ALMG recebe representantes das centrais sindicais
http://www.otempo.com.br/cidades/presidente-da-almg-recebe-representantes-das-centrais-sindicais-1.679029

Hoje em Dia
Mais de 190 mil são afetados pelas paralisações do transporte coletivo
http://www.hojeemdia.com.br/minas/mais-de-190-mil-passageiros-foram-afetados-pela-paralisac-o-do-transporte-coletivo-em-bh-1.145756

Uol
Manifestação em Belo Horizonte tem ex-ministro de Lula, sindicalistas, deputados e ex-prefeito da capital
http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2013/07/11/manifestacao-em-belo-horizonte-tem-ex-ministro-de-lula-sindicalistas-deputados-e-ex-prefeito-da-capital.htm

Rede Globo Minas
Manifestantes fazem passeata por ruas e avenidas em Belo Horizonte
http://g1.globo.com/videos/minas-gerais/bom-dia-mg/t/edicoes/v/manifestantes-fazem-passeata-por-ruas-e-avenidas-em-belo-horizonte/2687985/

Veja o resumo dos protestos no interior de Minas
http://g1.globo.com/videos/minas-gerais/bom-dia-mg/t/edicoes/v/veja-resumo-de-protestos-no-interior-de-minas-gerais/2687971/

TV Alterosa - SBT
Manifestantes percorrem avenidas da Capital em dia de protestos
http://www.alterosa.com.br/app/belo-horizonte/noticia/jornalismo/ja---2ed/2013/07/11/noticia-ja-2edicao,89648/manifestantes-percorrem-avenidas-da-capital-em-dia-de-protestos.shtml

Protestos se espalham pelas cidades mineiras
http://www.alterosa.com.br/app/belo-horizonte/noticia/jornalismo/ja---2ed/2013/07/11/noticia-ja-2edicao,89660/protestos-se-espalham-pelas-cidades-mineiras.shtml

Dia de manifestações complica o trânsito e afeta o comércio em BH
http://www.alterosa.com.br/app/belo-horizonte/noticia/jornalismo/ja---2ed/2013/07/11/noticia-ja-2edicao,89650/dia-de-manifestacoes-complica-transito-e-afeta-comercio-em-bh.shtml

Band News
Greve em BH leva 6 mil trabalhadores às ruas
http://noticias.band.uol.com.br/cidades/minasgerais/noticia/100000613438/Greve-em-BH-leva-6-mil-trabalhadores-as-ruas.html

Tribuna de Minas - Juiz de Fora
Paralisações atingem várias categorias
http://www.tribunademinas.com.br/politica/paralisac-es-atingem-varias-categorias-1.1309712

Jornal de Montes Claros
Integrantes dos movimentos sociais desocupam Codevasf
http://jornalmontesclaros.com/2013/07/11/montes-claros-integrantes-de-movimentos-sociais-desocupam-codevafs-de-montes-claros.html#axzz2Yq4weAzX

Dia Nacional de Luta - Uma grande manifestação deverá tomar as ruas de Montes Claros
http://jornalmontesclaros.com/2013/07/11/montes-claros-no-dia-nacional-de-luta-uma-grande-manifestacao-devera-tomar-conta-das-ruas-de-montes-claros.html#axzz2Yq4weAzX

Triângulo Mineiro

Correio de Uberlândia
Manifestações levam 600 pessoas às ruas
http://www.correiodeuberlandia.com.br/cidade-e-regiao/manifestacao-em-uberlandia-parte-da-praca-tubal-vilela-nesta-quinta-feira/

Jornal da Manhã
Dia de Luta mobiliza professores estaduais e servidores da UFTM
http://www.jmonline.com.br/novo/?noticias,2,CIDADE,83041

Vale do Aço
Diário Popular
Sindicatos da região aderem às manifestações nacionais
http://www.diariopopularmg.com.br/vis_noticia.aspx?id=5752

Diário do Aço
Região adere ao Dia Nacional de Lutas
http://www.diariodoaco.com.br/noticias.aspx?cd=73520

Belo Oriente adere às manifestações da CUT
http://www.diariodoaco.com.br/noticias.aspx?cd=73522
Manifestantes fecham as ruas de Coronel Fabriciano
http://www.diariodoaco.com.br/noticias.aspx?cd=73381

Correio do Sul
Manifestantes fecham a MG-179 por uma hora em Pouso Alegre
http://www.correiodosul.com/novo/Noticia.asp?ID=15745
Movimentos sindicais fecham o trânsito no Centro de Varginha
http://www.correiodosul.com/novo/Noticia.asp?ID=15740

Diário do Rio Doce
Movimentos sindicais e sociais param o centro de Valadares
http://www.drd.com.br/news.asp?id=50089729097425937651

 


voltar à página inicial >>     ver todas as notícias >>
Junte-se a nós! Filie-se
Resultados na atual gestão
Enquete
 
UFMG CEFET UFVJM IFMG SINDIFES
Av. Abrahão Caram, 620 | salas 01 a 08 | Pampulha | Belo Horizonte | MG
CEP 31275-000 | Telefones: (31) 3441-0868 e (31) 3441-5701
Desenvolvimento | FibraWeb Layout | Najla Mouchrek | najlamk.com 2010 | Sindifes | Todos os direitos reservados | Política de Privacidade